Importância Do Sono Para A Pele E Qualidade De Vida

Importância do sono para a pele e qualidade de vida

O mês de Março foi o mês em que celebramos o dia mundial do sono! Assim, esta é uma excelente oportunidade para relembrar a importância de uma boa noite de sono. Afinal, o tão conhecido “sono de beleza” é mito ou é realmente verdade?

As alterações do sono são um problema frequente e estima-se que 1 em cada 4 pessoas tenha dificuldades em dormir. Infelizmente, este é um problema que muitas vezes acaba por ser desvalorizado, apesar da sua extrema importância. Com este artigo pretendemos, também, relembrar a importância de uma boa noite de sono e ainda fornecer algumas medidas de higiene do sono (medidas a implementar para melhorar a duração e qualidade do sono).

O sono é essencial para a recuperação física e mental, possibilitando um melhor funcionamento do dia-a-dia e qualidade de vida. Adicionalmente, dormir bem é fundamental para a recuperação de energia, aprendizagem, memória, função imunitária (importante para a defesa às infeções), metabolismo, várias funções hormonais e saúde da nossa pele.

Mas afinal o que é uma boa noite de sono?

Em média, um adulto deve dormir entre 7 a 9 horas por noite, sendo que este número pode variar de indivíduo para indivíduo consoante as suas necessidades específicas. Uma boa noite de sono deve ser recuperadora e permitir que realize as atividades de vida diária com energia e mantendo-se vígil. Adicionalmente, o sono deve ser contínuo, sem interrupções frequentes nem dificuldades em adormecer.

Porque dormimos mal?

Existem várias causas para a insónia (dificuldade em adormecer ou manter o sono), incluindo: patologias respiratórias como Apneia Obstrutiva do sono, alergias, problemas gastrointestinais (como refluxo gasto esofágico), artrites, asma, alterações neurológicas, ou até a fatores de stress pontuais como situações traumáticas ou ansiedade.

É importante que perante uma insónia recorrente fale com o seu médico no sentido de investigar a causa e assim ver qual o tratamento mais adequado.

Qual é o impacto do sono na saúde?

Toda a gente consegue identificar-se com a falta de energia e alterações de humor sentidas após uma noite mal dormida. E a verdade é que atualmente sabemos que a privação de sono crónica está associada a maior risco de doenças crónicas como obesidade (por aumento do apetite, alterações de metabolismo, entre outros), diabetes, hipertensão arterial e outras doenças cardiovasculares.

Neste sentido, a privação de sono pode contribuir para uma diminuição da qualidade de vida a longo prazo. Assim, é essencial perceber qual a causa para a insónia e de que forma podemos trata-la.

Sono e pele?

Quem nunca ouviu alguém dizer “estas com má cara” depois de uma noite mal dormida? De facto, um estudo publicado no British Medical Journal, revelou que pessoas que dormiam menos tinham uma aparência menos saudável e mais cansada, comparativamente às noites em que dormiam bem. Adicionalmente, vários estudos têm demonstrado que a privação de sono pode acelerar os sinais de envelhecimento da pele. São vários os mecanismos que fazem com que isto aconteça, sendo um deles o facto da privação de sono alterar a hidratação e capacidade de reparação da pele.

Outro ensaio clínico realizado pelo University Hospitals Case Medical Center, avaliou a qualidade de sono de 60 mulheres, e chegou à conclusão que as mulheres com uma menor qualidade de sono, mostraram mais sinais de envelhecimento prematuro da pele (incluindo rugas e alterações da pigmentação), pior capacidade de regeneração da pele após exposição solar e diminuição da elasticidade.

Sabemos também que não dormir bem é um fator de stress crónico, e que este também pode contribuir negativamente para o estado da nossa pele, sendo que pode agravar doenças de pele como eczema e dermatite atópica.

Assim, dormir bem é essencial para a saúde da nossa pele.

Então como dormir melhor?

Depois de consultar o seu médico e excluir patologias que possam justificar as perturbações do sono, aqui estão algumas medidas que o podem ajudar a dormir melhor, contribuindo para a melhoria da sua saúde, qualidade de vida e também qualidade da sua pele!

  1. Assegure um ambiente silencioso, escuro, com a temperatura adequada e colchão confortável no seu quarto.
  2. Realize atividades que o/a relaxem antes de se deitar.
  3. Crie uma rotina: tente estabelecer um horário regular para ir dormir e acordar.
  4. Não trabalhe ou faça refeições na cama.
  5. Evite refeições pesadas ou muito condimentadas antes de ir dormir. Evite também bebidas ou comidas estimulantes como café, chá preto ou verde, refrigerantes e chocolate.
  6. Evite fumar ou beber álcool antes de dormir.
  7. Faça exercício físico, de preferência a meio do dia ou fim da tarde, evitando treinar imediatamente antes de dormir.
  8. Desligue: evite estar no telemóvel, tablet ou outros aparelhos eletrónicos antes de se deitar. Apague as luzes e tente “desligar” do stress do dia-a-dia.
  9. Cuide de si! Estados de ansiedade e stress são importantes fatores de risco para insónias e perturbações do sono, pelo que é importante investir no seu bem-estar a fazer o que a/o faz sentir bem e mais relaxada/o!

Tente implementar estas rotinas ao longo do tempo e avalie as melhorias. O sono é uma componente chave da nossa saúde, e por isso é importante que lhe dê prioridade! Cuidar do seu sono é cuidar da sua saúde, incluindo da sua pele 🙂

Bibliografia:

  1. http://healthysleep.med.harvard.edu/healthy/matters/consequences/sleep-and-disease-risk
  2. Does poor sleep quality affect skin ageing? ​Oyetakin-White P​1, et all; ​Clin Exp Dermatol.​ 2015 Jan;40(1):17-22. doi: 10.1111/ced.12455. Epub 2014 Sep 30.
  1. INSOMNIA MANAGEMENT KIT Sleep: Facts and hygiene. Consultado em Dezembro 2018 em: https://www.sahealth.sa.gov.au/wps/wcm/connect/da8f7a004033fcc699a4bbd30eb2c8cd/5+-+Sleep+f acts+and+hygiene+2017.pdf?MOD=AJPERES&CACHEID=ROOTWORKSPACE-da8f7a004033fcc69 9a4bbd30eb2c8cd-mbcjswH
  1. Watson NF, Badr MS, Belenky G, Bliwise DL, Buxton OM, Buysse D, Dinges DF, Gangwisch J, Grandner MA, Kushida C, Malhotra RK, Martin JL, Patel SR, Quan SF, Tasali E. Recommended amount of sleep for a healthy adult: a joint consensus statement of the American Academy of Sleep Medicine and Sleep Research Society. J Clin Sleep Med 2015;11(6):591–592. Consultado em Dezembro 2018 em: ​https://aasm.org/resources/pdf/adultsleepdurationconsensus.pdf
  1. https://www.health.harvard.edu/healthbeat/how-sleep-loss-threatens-your-health
  2. https://thelifestyleplan.pt/2018/12/30/sono/
  3. Axelsson, John, et al. “Beauty Sleep: Experimental Study on the Perceived Health and Attractiveness of Sleep Deprived People.” The BMJ, British Medical Journal Publishing Group, 15 Dec. 2010, www.bmj.com/content/341/bmj.c6614.
Back To Top